fbpx

7 simples formas de medir o ROI no Facebook

7 simples formas de medir o ROI no Facebook

7 simples formas de medir o ROI no Facebook 600 260 Gilberto Pereira
Uma das grandes dificuldades, que o marketer moderno encontra, é a de conseguir investimento para actuar nas redes sociais, nomeadamente no Facebook. As redes sociais ainda são encaradas, principalmente pelas pequenas e médias empresas, como um enorme "playground" onde as pessoas se divertem a conversar e a partilhar qualquer coisa umas com as outras, procrastinando enquanto esperam pela hora de sair do escritório! Falar em anúncios ou campanhas de marketing e publicidade no Facebook é, para muitos, o equivalente a pedir que agarrem num saco cheio de Euros e o atirem pela janela fora. Para conseguir mudar estas mentalidades temos que construir bases de argumentação, uma delas pode muito bem ser a previsão do ROI (Return on Investment) de uma acção de marketing no Facebook. Com um orçamento reduzido podemos estabelecer um ponto de partida para o investimento mais sério nos Media Sociais. Claro que, muito embora possamos seguir o ROI no Facebook, temos que ter sempre presente a realidade de que este seguimento será unicamente o resultado dos nossos esforços. Ou seja, estes resultados, observáveis, terão de ser, posteriormente, indexados aos objectivos propostos de forma a que se possa obter um verdadeiro ROI. Seguem 7 métricas de simples observação para seguir o ROI no Facebook.

1. Crescimento da Comunidade

A métrica mais simples de todas: o número de "gostos". É a forma mais directa de percebermos como a nossa página cresce, como estamos a ser aceites pela comunidade que estabelecemos como público-alvo. Esta métrica pode ser associada ao orçamento para anúncios no Facebook;

2. Engajamento (Engagement): número de "gostos", comentários, partilhas

É o conteúdo que pavimenta a estrada para o sucesso, nas redes sociais. Se o nosso conteúdo for "merecedor" irá receber feedback da comunidade, irá receber "gostos" e comentários, irá ser partilhado pelos utilizadores nos seus próprios murais. Ao perceber de que forma a sua audiência recebe e reage ao conteúdo que publicamos, ficamos com o conhecimento sobre aquilo que poderemos abordar e/ou aprofundar no futuro. Obtemos uma direcção para a nossa comunicação;

3. Alcance Total

O "alcance total" é o número de pessoas que visualizaram o conteúdo que publicamos. Esta métrica também pode ser associada ao orçamento para anúncios. Este conhecimento irá permitir-nos pagar para chegarmos a mais pessoas;

4. Publicações Populares

Lembram-se aquela publicação que já tem uns bons meses em cima mas que continua a obter "gostos" e comentários? Pois essa é uma "publicação popular", é a que tem maior engajamento. Ora, parte do nosso trabalho, como Marketers, passa por tentarmos adivinhar aquilo que a nossa audiência procura. Seguindo os conteúdos das nossas publicações mais populares podemos dar, à nossa audiência, mais conteúdo do qual venham a gostar. Esta métrica é útil para a manutenção de conteúdos;

5. Orçamento Gasto

Anúncios no Facebook, ferramentas de software, design, copywork, etc. Vamos lá ver se nos entendemos: O Facebook não é grátis para o Marketing! Se queremos aumentar o nosso engajamento temos que gastar dinheiro em anúncios. Para além disso temos também de gastar dinheiro em ferramentas de monitorização, agendamentos, fotografias, gráficos, design... Esta métrica é muito simples de medir: é "só" contar o dinheiro que se gasta!

6. Número de Leads gerado

Mas afinal o que são "leads"? Os "leads" são as pessoas que nos contactam com pedidos de informação e interessados em fazer uma compra ou estabelecer negociações connosco. Esta métrica é a pepita de ouro! Há dois tipos de leads no Facebook: Orgânicos e Tradicionais. Os Leads Orgânicos acontecem na caixa de comentários das publicações que fazemos. Experimente publicar uma promoção ou alguma oferta de serviço e verá os leads que serão gerados! Este tipo de leads necessita que estejamos prontos a dar respostas, e a fazer perguntas de seguimento, para manter o engajamento activo. Os Leads Tradicionais surgem de uma forma mais proactiva. Estes envolvem a utilização estratégica dos anúncios do Facebook, que vão transportar o utilizador para uma Landing Page especificamente relacionada. Existem inúmeras formas de usar esta táctica, tudo irá depender dos objectivos estabelecidos, e dos resultados que pretendermos;

7. Vendas

Sim, o número de vendas efectuadas. O nosso SMM (social Media Manager) vai conhecer os leads orgânicos intimamente. já conversou com o lead durante meses, sabe perfeitamente o que ele procura e irá reconhecê-lo rapidamente. Se optarmos por campanhas mais tradicionais - através de landing pages, por exemplo - então iremos necessitar de uma forma de perceber quem são os leads que efectuam a compra e podermos fazer um acompanhamento pós-venda. Para isso existe software dedicado, mas, se quiser optar por uma forma mais simples, pode oferecer vouchers de desconto (por exemplo) exclusivamente online, no Facebook, e fazer a contabilidade sobre quantos vouchers são realmente utilizados. Isto irá permitir perceber se os conteúdos que publicamos estão realmente a surtir o efeito desejado.  

Deixe uma Resposta

Preferências de Privacidade

Quando navega no meu website, este pode armazenar informação através do seu browser, proveniente de serviços específicos, na forma de cookies. Aqui pode configurar as suas preferências relativamente a esses cookies. No entanto, devo salientar que o bloqueio de alguns cookies utilizados pode ter impacto na forma como navega no website e na sua experiência de utilizador.

Para segurança e Performance utilizo Cloudflare.
Necessário
Clique para ativar/desativar Google Analytics.
Clique para ativar/desativar Google Fonts.
Clique para ativar/desativar Google Maps.
Clique para ativar/desativar incorporação de vídeo.
Preferências.

Este website utiliza Cookies, nomeadamente de serviços terceiros, que permitem um melhor funcionamento do website e uma experiência de navegação mais agradável. Defina as suas preferências ou clique em "Eu Concordo" para continuar. Se quiser saber mais sobre os cookies deste website, consulte aqui.