fbpx

Se fosse fácil fazer SEO, todos faziam!

Se fosse fácil fazer SEO, todos faziam!

Se fosse fácil fazer SEO, todos faziam! 4928 3264 Gilberto Pereira

Um dia ouvi alguém dizer: “se fosse fácil, todos o faziam”. É um lugar comum, esta expressão, mas isso não faz dela menos verdadeira. Se fosse fácil fazermos as coisas, quando necessitamos delas, iríamos colocar muitas pessoas no desemprego, ou então a escrever livros de autoajuda e aceleração de aprendizagem, para tornar ainda mais fácil o processo de fazer as coisas… fáceis.

No entanto, e felizmente para nós, há coisas que são, de facto, difíceis e complicadas de fazer, de conseguir. Esta dificuldade leva-nos a procurar alguém que saiba, efetivamente, fazer as coisas que necessitamos. Às vezes, procuramos primeiro quem as faça mais barato, mas, felizmente, é cada vez maior a percentagem de pessoas que se preocupa com a qualidade além do preço.

Claro que, quando contratamos alguém, ou alguma empresa, para nos prestar um serviço, estamos a estabelecer uma relação que muitas vezes se torna complicada de gerir, principalmente quando nos encontramos do lado do fornecedor desses serviços. As relações agência-cliente podem-se tornar frágeis muito rapidamente, e quando trabalhamos áreas de nicho, como é exemplo o trabalho das agências de SEO, esta fragilidade tem uma tendência maior em se revelar. Já abordei aqui as necessidades de se trabalhar com uma agência de SEO e os pontos a que deve dar atenção quando chegar a hora de escolher essa agência. Um dos fatores que enumerei para escolher uma boa agência foi o grau de retenção de clientes. De facto, quando trabalhamos SEO, a obtenção de ótimos resultados é, na maioria das vezes, a médio/longo prazo, o que exige de ambos – agência e cliente – um compromisso que se estende pelo tempo. Ora, neste longo prazo, há muitas coisas que podem influenciar e até mudar a relação entre ambos, o que faz com que, em alguns casos, o cliente acabe por dispensar os serviços da agência.

Quando trabalhamos numa agência de SEO e Inteligência Digital – ou mesmo em outras áreas – é muito importante darmos atenção às reações do cliente e à forma como entregamos o nosso trabalho. Numa agência de SEO esta questão é particularmente importante, precisamente porque a obtenção dos objetivos propostos depende do trabalho efetuado por ambos: agência e cliente. A agência de SEO trabalha consigo , não simplesmente para si.

Existem algumas preocupações que nos permitem identificar possíveis ruturas na relação com os clientes. Estar atento a estas questões permite-nos tomar medidas preventivas, sendo proativos e oferecendo soluções e explicações imediatas, prevenindo o crescimento destes pontos de tensão e desbloqueando situações que podem levar ao término da relação agência-cliente.  De seguida, enumero 5 (cinco) preocupações que deverão merecer a atenção, e como tentar evitá-las.

Dificuldades de Implementação

Se fosse fácil fazer SEO, todos faziam! 1

O SEO é fundamental na forma de conseguirmos visibilidade nos motores de pesquisa e na web em geral. No entanto, implementar as recomendações e indicações que enviamos torna-se difícil quando por um lado o cliente não tem controlo total sobre o website e por outro, quando tem esse controlo, não existe do lado do cliente capacidade ou conhecimento para o fazer ou disponibilidade para fornecer os acessos necessários para que a Agência possa efetuar essas implementações. Assim, é importante que as recomendações sejam bem fundamentadas, para mostrar ao cliente que esse esforço extra é necessário. É também importante estabelecer à partida um consenso em que, existindo compromisso com resultados, estes poderão ser colocados em causa na eventualidade de não serem implementadas todas as recomendações em tempo útil.  

O SEO não está a entregar resultados como os outros canais.

Se fosse fácil fazer SEO, todos faziam! 2

Ah, o bom e o mau do SEO! A eficácia do SEO a longo-prazo pode ser uma bênção e uma maldição ao mesmo tempo. Todos sabemos que que o SEO é mais lento do que outros canais, como por exemplo PPC ou SMM, na entrega de resultados. Quando trabalhamos com Marketers habituados a investir em campanhas para resultados rápidos, a dificuldade em fazer passar a mensagem é ainda maior. É importante que a equipa de SEO identifique qualquer alteração de performance, sempre antes que o cliente o faça. É também importante educar a equipa do lado do cliente, para as questões e necessidades do SEO, para que todos estejam na mesma página em relação às expectativas de resultados e à evolução do projeto. Se as coisas estão a funcionar menos bem, a honestidade é sempre a melhor política e as questões devem ser abordadas sem receios, explicando as causas para a fraca performance e oferecendo soluções para contrariar essa tendência.

O investimento não apresenta resultados visíveis.

Se fosse fácil fazer SEO, todos faziam! 3

Grande parte do trabalho de SEO é efetuado no background. Passamos imenso tempo a analisar tendências e comportamentos online, a identificar oportunidades, e a preparar documentos com os resultados dessas análises e recomendações de atuação e implementação sobre os mesmos. Os nossos processos podem ser pouco visíveis tendo apenas os resultados para apresentar. Naturalmente, alguns clientes passaram por más experiências com outras agências. Assim, é importante manter o cliente a par do processo de análise. Apresentar um plano de ação e discuti-lo com o cliente, reportar periodicamente as tarefas efetuadas pela equipa e confirmar a execução das implementações efetuadas, dentro dos prazos estabelecidos, ajudará também a serenar as preocupações.

Não foi entregue o que foi prometido.

Se fosse fácil fazer SEO, todos faziam! 4

Atenção à estratégia comercial. Somos bastante conservadores na nossa abordagem comercial, apostando muitas vezes numa estratégia de “under promise e over deliver”, não só pelo facto de que os resultados dependem do trabalho efetuado por ambos, agência e cliente, mas também porque sabemos perfeitamente que os resultados em SEO surgem numa estratégia de médio/longo-prazo. No entanto, existem várias agências com uma agressividade comercial excessiva, fazendo promessas de resultados que mais tarde se tornam irrealistas, dentro dos prazos estipulados. É importante que a agência tenha um código de conduta bem definido e estruturado, e que o cliente tenha conhecimento sobre isso também. Também importante é personalizar a relação com o cliente. Por exemplo, todos os nossos clientes conhecem, e contactam regularmente, com os accounts responsáveis pelo seu projeto.

“A partir de agora nós tratamos de tudo”.

Se fosse fácil fazer SEO, todos faziam! 5

É bastante comum ouvirmos esta frase por parte de clientes. Chegamos a um ponto no projeto em que o cliente entende ter todo o conhecimento e metodologias necessários para ser autónomo a partir de determinada altura do projeto. A perceção é de que o trabalho de SEO é algo finito. A agência de SEO já entregou todos os relatórios iniciais, as implementações e correções sobre o website foram concluídas, e a partir desse momento nada será necessário exceto uma manutenção regular, de vez em quando. Nós sabemos que não é assim, mas o ónus de explicar e argumentar isso com o cliente também nos cabe. O esforço de SEO tem ume feito cumulativo. A prática do SEO acrescenta valor à medida que é efetuada ao longo do tempo. Isto aplica-se ao trabalho de SEO técnico e também ao trabalho de marketing de conteúdos e relações públicas online. Se o cliente entende que ao fim de 3 ou 6 meses é capaz de dar conta do recado, o projeto ficará irremediavelmente prejudicado. Para evitar isto, é importante apresentar estudos de caso que evidenciem a necessidade de uma relação a longo prazo. Em alguns casos o cliente até poderá estar a contratar um profissional de SEO interno. Nestas situações o período de transição deve ser bem planeado, de forma a que esse profissional possa assumir o projeto dando-lhe continuidade em vez de entrar num processo disruptivo que poderá deitar a perder todo o trabalho efetuado.


Deixe uma Resposta

Preferências de Privacidade

Quando navega no meu website, este pode armazenar informação através do seu browser, proveniente de serviços específicos, na forma de cookies. Aqui pode configurar as suas preferências relativamente a esses cookies. No entanto, devo salientar que o bloqueio de alguns cookies utilizados pode ter impacto na forma como navega no website e na sua experiência de utilizador.

Para segurança e Performance utilizo Cloudflare.
Necessário
Clique para ativar/desativar Google Analytics.
Clique para ativar/desativar Google Fonts.
Clique para ativar/desativar Google Maps.
Clique para ativar/desativar incorporação de vídeo.
Preferências.

Este website utiliza Cookies, nomeadamente de serviços terceiros, que permitem um melhor funcionamento do website e uma experiência de navegação mais agradável. Defina as suas preferências ou clique em "Eu Concordo" para continuar. Se quiser saber mais sobre os cookies deste website, consulte aqui.