#ACTA para que te quero

ACTA - PL188

#ACTA para que te quero

Imagina um mundo em que não tens internet.

Imagina um mundo em que não tens conhecimento do mundo. Um mundo em que vais preso por partilhares com os amigos uma música que gostas, um poema, uma citação de um autor que admiras... Imagina um mundo em que uma simples cópia de um álbum que gostas e queres preservar, copiando-o para o teu leitor de mp3, telemóvel ou cd para trazer no carro - mesmo tendo comprado o álbum em qualquer loja de música, online ou não - faz com que percas o acesso à internet, passes anos a responder a processos em tribunal, acabes a cumprir pena de prisão... Este é o mundo que os defensores do ACTA querem para ti. A humanidade já viveu um mundo assim, chamaram-lhe os tempos da Inquisição! As fogueiras são agora substituidas por coimas e anos de prisão. Foi uma época negra em que aqueles que colocavam em causa a igreja católica eram condenados à morte, eram torturados e "exorcizados"!

O deus que o ACTA defende é o dinheiro.

A religião que o ACTA segue é o lucro! E tal como Moisés subiu ao monte Sinai para trazer consigo as tábuas com os 10 mandamentos, as pessoas em quem votaste, para defender os teus direitos, para levar a tua voz ao mundo,  sobem a montanha da ganância e seguem que nem carneirinhos as migalhas deixadas por corporações internacionais que querem controlar o que fazes, o que ouves, o que vês, o que conheces!

Vamos trocar esta lenga-lenga pelo dia-a-dia?

Imagina que vais à farmácia comprar uma vacina que custa mais do que ganhas por mês! Poderão existir alternativas genéricas, mas como existe algum laboratório que se está a borrifar para a saúde do mundo (e da tua, pois claro!) tu não vais ter acesso ao medicamento genérico e, se tiveres, este vai ser tão caro como primeiro, ou mais, porque os laboratórios que aplicarem os mesmos princípios activos nos seus medicamentos terão de pagar avultados "direitos" aos laboratórios que "registaram" estes princípios activos. Ainda não percebeste? Então vamos a outro exemplo: Imagina que fazes uma festa em tua casa, tu e os teus amigos dançam ao som de uma música que adoras e queres que todos oiçam! Vais preso se o fizeres, porque não pagaste "direitos" para poderes colocar outras pessoas a ouvir a música que compraste e que gostas! Ainda não faz sentido? Pois... mas eu não sei como te hei-de explicar isto de forma a que faça sentido... porque não faz sentido nenhum!

Vamos fazer mais uma tentativa?

Imagina que assistes a uma destas sessões de poesia que tenho divulgado aqui no meu espaço, tipo a "poesia na praia". Com o ACTA podes ir preso por simplesmente ouvires as palavras que te direi. É verdade! Se eu agarrar (por exemplo) n' "O Medo", do Al Berto, e te ler o "truque do gato", eu posso ir preso, e tu também, porque estou a "violar direitos". Não te estou a dar a conhecer um poeta português, não estou a partilhar contigo poesia... estou a "roubar" dinheiro a alguém... já percebeste? Pois... nem eu... mas pode ser que este vídeo te explique melhor aquilo que não tem explicação: Hoje, os Galileu e os Copérnico deste mundo moderno somos nós. E a luta cabe-nos a todos, um a um, porque enquanto houver uma voz que se levante, haverá, pelo menos, dois ouvidos que a ouvem, e novas vozes que a reproduzem.  
Etiquetas:
, ,
Sem Comentários

Publicar Comentário

Subscreva a minha Newsletter

Receba atualizações e novidades... Não se preocupe, não vou encher a sua inbox com newsletters semanais ou updates diários. Será uma newsletter com uma assiduidade aleatória.

A sua subscrição foi efetuada. Irá receber um Email de confirmação com instruções adicionais. Obrigado.

Pin It on Pinterest