Gestão de conflito: GdP vs. DUX

No desenvolvimento de projetos é inevitável existirem alguns conflitos entre as diversas partes intervenientes. É por isso extremamente importante um planeamento e acompanhamento de qualquer projeto, por um gestor de projeto dedicado que será uma peça importante na forma como decorre o projeto e são abordados os conflitos que possam surgir. Entre os conflitos mais habituais podemos considerar os que surgem entre os Designers de UX e os gestores de Produto.

Pode ser bastante desafiante para um Designer de UX (DUX) a relação e resolução de conflitos com o Gestor de Produto (GdP). O mais importante deverá ser perceber que tudo será uma questão de foco. Ambos têm um papel fundamental para a obtenção do melhor produto possível, mas o designer de UX não pode deixar que o projeto perca o seu foco: o utilizador. Por outro lado, o Gestor de Produto não pode deixar que o projeto ou produto se percam em questões exclusivas de UX. Isto levará, sempre, a inevitáveis conflitos entre ambos.

O Designer de UX deve chamar a si a tarefa de educar o gestor de produto sobre os princípios e benefícios do UX, envolvendo o Gestor de Produto desde o início do processo de design promovendo um alinhamento de expectativas em relação aos objetivos do produto. A comunicação entre ambos deve ser aberta e transparente e o Designer de UX deve demonstrar empatia e ouvir ativamente as preocupações do Gestor de Produto para entender as suas perspectivas e necessidades. O conflito poderá ser resolvido de forma mais rápida e eficaz se a argumentação for baseada em dados e utilizadores. É importante apresentar e explicar os insights obtidos pelos testes de usabilidade, análises de comportamento e feedback direto. Mostrar ao Gestor de Produto que as suas propostas de design podem de facto melhorar a experiência do utilizador pode ajudar a ultrapassar qualquer conflito.

Acima de tudo deve existir entre ambos compromisso e colaboração. Às vezes, encontrar soluções que deem resposta tanto aos objetivos do produto quanto às necessidades do utilizador pode exigir ajustes mútuos. Deve existir disposição para trabalhar em conjunto e encontrar a melhor solução possível, focando-se nos objetivos comuns e alinhando as decisões de design com estes.

Se tudo isto falhar, não podemos tirar de cima da mesa a mediação externa. Colocar um chefe de equipa ou de recursos humanos a mediar o conflito pode ajudar a encontrar uma solução neutra e satisfatória para ambas as partes. A chave está na procura pelo equilíbrio entre as necessidades dos utilizadores, os objetivos do produto e a colaboração construtiva.

obrigado por chegar até aqui

Continue a ler...

Vamos Falar?

Quer enviar-me uma mensagem ou tem alguma questão a colocar-me? Não hesite em contactar-me. Clique no botão e envie-me uma mensagem ou marque uma reunião comigo. Até já.

Enviar MensagemMarcar Reunião