Stop the block

Stop the block

O tempo é curto, as tarefas são muitas, e a corda rompe-se pelo lado mais fraco. Não vou lançar o movimento “Stop the block” para parar este bloqueio que me impede de escrever. Não o faço porque… esse bloqueio não existe. O único bloqueio que existe é este auto-imposto hiato temporal que me tem ocupado mais no imediatismo das redes sociais, como o Twitter e o Facebook, deixando para terceiro, quarto, quinto plano (e por aí fora) a mais elaborada forma de criação de conteúdo que é a pesquisa e construção de texto para artigos no blog. É isso mesmo, não escrevo porque não me apetece. Também posso, não posso? até breve.
Sem Comentários

Publicar Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Pin It on Pinterest