fbpx

o circo

o circo 770 433 Gilberto Pereira
Enquanto Roma se transformava numa bomba relógio, com o constante fluxo de romanos desempregados e esfomeados a afluir na capital do império, o Imperador abria as portas das arenas para promover espectáculos e distribuir pão, evitando a rebelião. O Circo era atulhado de gente que se divertia com lutas de gladiadores, corridas de quadrigas e cristãos atirados aos leões. A fome e a falta de trabalho eram enganadas com estes espectáculos e côdeas de pão atiradas às bancadas esfomeadas... E assim declinava Roma. Aqui, em Portugal, chegamos ao mesmo. O Circo abriu as portas (oficialmente) neste fim de semana, os espectáculos intensificam-se à medida que se aproxima a data do declínio final. O povo é atulhado em autocarros a troco de sacos de comida e prometem-se mundos e fundos a troco de uma cruzinha no boletim para acederem ao rechonchudo tacho. Eles querem ir ao marisco para nos atirarem depois as cascas...

Deixe uma Resposta

Preferências de Privacidade

Quando navega no meu website, este pode armazenar informação através do seu browser, proveniente de serviços específicos, na forma de cookies. Aqui pode configurar as suas preferências relativamente a esses cookies. No entanto, devo salientar que o bloqueio de alguns cookies utilizados pode ter impacto na forma como navega no website e na sua experiência de utilizador.

Para segurança e Performance utilizo Cloudflare.
Necessário
Clique para ativar/desativar Google Analytics.
Clique para ativar/desativar Google Fonts.
Clique para ativar/desativar Google Maps.
Clique para ativar/desativar incorporação de vídeo.
Preferências.

Este website utiliza Cookies, nomeadamente de serviços terceiros, que permitem um melhor funcionamento do website e uma experiência de navegação mais agradável. Defina as suas preferências ou clique em "Eu Concordo" para continuar. Se quiser saber mais sobre os cookies deste website, consulte aqui.